Samskip lidera ‘SeaShuttle’ com vista ao desenvolvimento de navios autónomos de ‘emissões zero’

Marítimo Comentários fechados em Samskip lidera ‘SeaShuttle’ com vista ao desenvolvimento de navios autónomos de ‘emissões zero’ 352
Tempo de Leitura: 2 minutos

A Samskip, um das grandes referências multimodais da Europa, foi nomeada como principal parceira e líder do projecto ‘Seashuttle’, que busca introduzir no mercado navios porta-contentores autónomos sem emissões poluentes.

Navios alimentados a hidrogénio na calha

Este anúncio por parte da operadora coincide com a atribuição de 6 milhões de euros por parte do Governo da Noruega ao projecto SeaShuttle, com o objectivo de agilizar o processo de desenvolvimento de dois navios totalmente eléctricos destinados a conectar a Polónia, os portos suecos da costa oeste e o fiorde de Oslo. Os navios utilizarão células de hidrogénio de última geração para propulsão.

Samskip assume liderança do ‘SeaShuttle’

O projecto ‘Seashuttle’ é uma das seis iniciativas incluídas no programa ‘PILOT-E’, que, subjugado à tutela estatal norueguesa, envolve uma dotação de 100 milhões de euros para acelerar o desenvolvimento de soluções neutras em termos ambientais para as indústrias do transporte e da logística.

«A Samskip tem o prazer de assumir a liderança deste projecto de desenvolvimento de um transporte marítimo de short sea sustentável de nova geração», declarou Are Grathen, responsável da Samskip Norway. «O que distingue este projecto – e que será fundamental para seu sucesso – é a combinação de combustível e tecnologia que o tornará competitivo em relação às soluções existentes. Com os nossos parceiros de projecto confiáveis, estamos convencidos de que tais ambições são realistas», acrescentou.

Automação no Shipping trará maiores economias de custo

«As aspirações para a persecução da sustentabilidade são melhor encorajadas pelos serviços porta-a-porta, que proporcionam uma concorrência económica e escalável com as opções de transporte de camiões, alimentando uma rede de distribuição pan-europeia», explicou Are Grathen, citado pelo comunicado da Samskip. A automação das principais actividades marítimas trará também, frisou Grathen, maiores economias de custos. «Os exportadores buscam cada vez mais soluções de transporte de emissões reduzidas, mas precisam ter certeza sobre confiabilidade, frequência, eficiência e custo-benefício», disse.

«A navegação verde é um sector onde a Noruega pode ser líder mundial em tecnologia nova e verde», afirmou Anita Krohn Traaseth, CEO da Innovation Norway, outra das entidades envolvidas no projecto SeaShuttle. «Os prémios PILOT-E ​​deste ano mostraram que há planos empolgantes para tornar os navios mais ecológicos», acrescentou.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com