estivadores SEAL

SEAL estende por mais um mês greve ao trabalho suplementar, com dois dias de «greve total» por semana na Figueira da Foz

Marítimo Comentários fechados em SEAL estende por mais um mês greve ao trabalho suplementar, com dois dias de «greve total» por semana na Figueira da Foz 687
Tempo de Leitura: 2 minutos

O SEAL veio hoje a terreiro anunciar que o período de quatro semanas de paralisação ao trabalho suplementar, iniciado no passado dia 13 de Agosto e terminaria no dia 10 de Setembro, estender-se-á agora até ao dia 8 de Outubro, devido à recorrência de «mais situações inaceitáveis, feridas de legalidade, por parte das empresas», alegou, em comunicado, o sindicato, que decretou ainda dois dias de «greve total» na Figueira da Foz.



Informou o SEAL que a greve «incidirá sobre todo o trabalho suplementar, ou seja, sobre todo o trabalho que ultrapasse o turno normal de trabalho ou um turno de trabalho diário, em dias úteis, e sobre todo o trabalho em sábados, domingos e feriados», consubstanciando-se «na abstenção de todo e qualquer trabalho, em qualquer porto, durante as primeiras 72 horas após a entrada na respectiva área de jurisdição portuária, de todo e qualquer navio que tenha operado no Porto do Caniçal com recurso a qualquer mecânico, electricista ou qualquer outro trabalhador estranho à profissão».

Acrescenta o sindicato que esta abstenção abrange também «todo e qualquer navio que tenha operado no porto de Praia da Vitória com recurso a trabalhadores que, em violação do artigo 535 do CT, foram contratados após a emissão do anterior pré-aviso de greve, datado de 26 de Julho de 2018».

Dois dias de «greve total» por semana no Porto da Figueira da Foz

Acrescentou ainda o sindicado liderado por António Mariano que, no Porto da Figueira da Foz, «a greve materializar-se-á ainda na abstenção da prestação de todo e qualquer trabalho durante todas as terças e quintas feiras compreendidas dentro do período de greve assinalado, considerando-se que cada um destes dias tem início às 08 horas e termina às 08 horas do dia seguinte», pode ler-se no comunicado.

SEAL exige «negociações» rumo a CCT

O SEAL finaliza o comunicado com uma exigência taxativa: «Exigimos que cessem imediatamente as práticas anti-sindicais nos portos nacionais e os atropelos à legislação que regulamenta o direito constitucional à greve, e se proceda a negociações nos diferentes portos, rumo a um contrato colectivo de trabalho a nível nacional».



Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com