SEAT une-se à rede Alastria no desenvolvimento de soluções de ‘Blockchain’

Empresas, Terrestre Comentários fechados em SEAT une-se à rede Alastria no desenvolvimento de soluções de ‘Blockchain’ 282
Tempo de Leitura: 2 minutos

A SEAT anunciou que se uniu à rede Alastria, o primeiro consórcio multi-sectorial semi-público que pretende criar um espaço de cooperação digital baseado numa rede independente e neutra e onde se desenvolvem serviços e produtos baseados na tecnologia blockchain, uma evolução digital que a Revista Cargo tem acompanhado ao pormenor.

Este passo, adiantou a companhia, «faz da SEAT o primeiro fabricante de automóveis a unir-se a esta rede pioneira com mais de 70 grandes empresas e instituições». Com esta decisão, a SEAT «espera encontrar, testar e progredir no desenvolvimento da tecnologia blockchain, aflorando sinergias com outras companhias participantes», revelou a referência do sector automóvel, através de um comunicado ao qual a Revista Cargo acedeu.

«Somos a primeira marca de automóveis a integrar esta rede», afirmou o presidente da SEAT

«Fazer parte da rede Alastria abre-nos novas possibilidades no desenvolvimento de possibilidades para desenvolver serviços e produtos com total confiança e segurança», comentou o presidente da SEAT, Luca de Meo, no seguimento do anúncio. «Somos a primeira marca de automóveis a integrar esta rede que engloba as maiores empresas do país. Estamos convencidos da relevância que a tecnologia blockchain terá no futuro, e por isso queremos estar presentes desde o início», completou ainda, citado pelo comunicado.

A incorporação da SEAT na rede Alastria tem como objectivo, explicou a marca, introduzir várias divisões específicas da empresa à tecnologia, desvendando os ganhos transversais que o blockchain poderá aportar. A produção será o primeiro departamento a reforçar o desenvolvimento desta tecnologia, como o principal objectivo de estudar os possíveis avanços em matéria da Indústria 4.0.

A experiência blockchain na SEAT

blockchainA associação da SEAT à rede Alastria é uma forte aproximação da empresa ao blockchain, garante a marca. A empresa «já deu os primeiros passos na aplicação do blockchain nos seus processos»: em colaboração com a Telefónica, a empresa está a trabalhar numa prova experimental baseada no blockchain para melhorar o seguimento das peças dentro da cadeia de abastecimento da fábrica de Martorell.

A SEAT, como a empresa industrial que mais investe na investigação e desenvolvimento em Espanha, está a adaptar os seus processos de transformação digital que está a atravessar a indústria automóvel – a companhia desenvolve e aplica ferramentas e soluções digitais destinadas à produção de automóveis que permitem ser mais eficientes e flexíveis, ágeis e digitais.

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com