motoristas camião descargas

Sector do retalho avisa Reino Unido: crise dos camionistas e escalada de preços arruinará Natal

Logística, Terrestre Comentários fechados em Sector do retalho avisa Reino Unido: crise dos camionistas e escalada de preços arruinará Natal 269
Tempo de Leitura: 2 minutos

As incertezas latentes começam, gradualmente, a dar lugar às certezas ameaçadoras: a época natalícia poderá ser pautada por uma escassez de vários produtos, disrupções graves nas cadeias de abastecimento e atrasos logísticos assinaláveis. O sector do retalho alertou o governo liderado por Boris Johnson – caso a escassez de motoristas prossiga sem resolução, o fornecimento do Natal ficará seriamente afectado.

Reino Unido vive dias de tempestade perfeita

boris johnsonA janela temporal é cada vez mais curta para que a situação seja resolvida e o Natal salvaguardado, em termos logísticos: o sector do retalho veio a terreiro avisar os britânicos para a profunda e persistente crise de falta de mão-de-obra no sector do transporte pesado de mercadorias, que, aliada à subida acentuada dos preços da energia e aos constrangimentos que ainda se fazem sentir, devido à pandemia de Covid-19, irão, sem sombra de dúvidas, provocar uma ruptura de stock no sector do retalho e criar dificuldades no abastecimento de bens essenciais.

No fundo, o Reino Unido vive um período de tempestade perfeita: a estas problemáticas juntam-se ainda os efeitos negativos do Brexit, pautados por constrangimentos e atrasos nas alfândegas; uma situação que tem acentuado os atrasos logísticos e a fluidez do transporte de mercadorias. Além disso, o fenómeno roubou vários profissionais ao sector, levando ao êxodo de centenas de motoristas, rumo a países da União Europeia.

«Os motoristas de pesados são a cola que une as nossas cadeias de abastecimento. Sem eles, não podemos transportar mercadorias entre fornecedores, armazéns e lojas», assinalou, à agência Reuters, Andrew Opie, representante consórcio do retalho britânico. «Se não encontrarmos motoristas nos próximos 10 dias, é inevitável que termos uma interrupção significativa no período que antecede o Natal», alertou o responsável.

Recorde-se que a sistémica carência de mão-de-obra está ainda a provocar uma autêntica corrida aos postos de gasolina, que registam longas filas em todo o país, depois da BP e da Esso da ExxonMobil terem sido obrigadas a fechar gasolineiras por falta de motoristas para transportar o combustível.

Fonte: Reuters e Jornal de Negócios

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com