ferrovia bitola

Sem recuos: Governo escolheu ‘Corredor 2’ para troço ferroviário Sines-Caia

Terrestre Comentários fechados em Sem recuos: Governo escolheu ‘Corredor 2’ para troço ferroviário Sines-Caia 1322
Tempo de Leitura: 2 minutos

O ‘Corredor 2’ foi o escolhido pelo Executivo para dar corpo ao troço junto a Évora, da futura linha ferroviária Sines-Caia – de acordo com as palavras do Ministro do Planeamento, o projecto vai mesmo avançar e não haverá recuos.

Em declarações prestadas hoje aos deputados da comissão parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas, Pedro Nuno Santos vincou a intenção de avançar com o projecto, sem mais demoras, de modo a não serem desperdiçados apoios comunitários: «Imaginemos que fazíamos uma coisa que em Portugal se faz várias vezes, erradamente, que é voltar atrás nas decisões. Se o fizéssemos relativamente a esta linha, o que iria acontecer é que o país corria o sério risco de perder centenas de milhões de fundos comunitários», afirmou.

Linha estará capacitada para cargas e passageiros

Citado pela rádio ‘Diana FM’, o governante declarou que «a Infraestruturas de Portugal (IP) estudou seis traçados e no final apresentou três à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e a APA escolheu aquele que, no quadro da sua avaliação, era o melhor», falando do ‘Corredor 2’, aquele que apresenta uma distância intermédia em relação à cidade dos três traçados que foram estudados e foi o escolhido pela APA.

Face às críticas de partidos como o PSD e PCP, Pedro Nuno Santos afastou quaisquer dúvidas sobre a transparência do processo: «Não foram tomadas decisões nas costas de ninguém», respondeu. «Foram cumpridas as regras e as normas e não temos nenhuma razão para achar que sabemos mais que a IP e do que a APA», acrescentou, adiantando que o objectivo é capacitar a linha para o transporte de passageiros, além das cargas.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com