Investimento transversal: Porto de Setúbal apostado em «potenciar o seu desenvolvimento»

Marítimo, Terrestre Comentários fechados em Investimento transversal: Porto de Setúbal apostado em «potenciar o seu desenvolvimento» 765
Tempo de Leitura: 2 minutos

O Porto de Setúbal voltou a estar em destaque na imprensa – a publicação regional ‘Sem Mais Jornal’ analisou, na sua edição do dia 28 de Abril, a actualidade do porto sadino e fez o balanço de um desenvolvimento estrutural que veio para impulsionar a infra-estrutura portuária rumo a novas ambições competitivas.



Apostado em «consolidar a sua posição» e em «potenciar o seu desenvolvimento» enquanto «grande porto na região de Lisboa», o porto sadino vem incrementado as suas acessibilidades marítimas e ferroviárias, não esquecendo, naturalmente, os upgrades a que a intensa vaga da digitalização obriga.

Ano de 2018 será de«transição» para o Porto de Setúbal, adianta o ‘Sem Mais’

De acordo com a publicação, afecta à região de Setúbal, fontes da APSS revelaram que 2018 «será um ano de transição para o Porto de Setúbal», já que, uma vez terminados os aprofundamentos do canal da barra e do canal Norte, «o porto ficará dotado de condições para receber navios com maior capacidade», esperando-se, admite a fonte, «um crescimento da carga movimentada», com especial foco no «segmento de contentores».

Electrificação das vias levará a «aumento da capacidade de recepção de comboios»

No que toca ao incremento das acessibilidades ferroviárias (decorrem actualmente os estudos técnicos de engenharia), avança a publicação que a APSS espera «um aumento da capacidade de recepção de comboios» com uma consequente «redução dos custos de operação», diminuição de manobras e «um reforço da segurança da circulação ferroviária».

No contexto da melhoria dos sistemas de informação, avança o ‘Sem Mais’ que fontes da APSS deram conta do lançamento do concurso «para o desenvolvimento da Janela Única Logística (JUL) e da respectiva candidatura a co-financiamento comunitário», assim estendendo a JUP a toda a cadeia, envolvendo os meios de transporte terrestres no processo logístico e fomentando o desenvolvimento de conexões aos portos secos e plataformas logísticas, num pensamento intermodal.



Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com