Porto de Setúbal

Setúbal e Leixões fixam desempenhos recorde no período homólogo Janeiro-Agosto

Marítimo Comentários fechados em Setúbal e Leixões fixam desempenhos recorde no período homólogo Janeiro-Agosto 330
Tempo de Leitura: 3 minutos

Os portos de Setúbal e Leixões registaram o volume mais elevado de sempre nos períodos homólogos de Janeiro-Agosto no que toca ao segmento contentorizado, com acréscimos de +0,8% e de +14,4%, respectivamente, assinalou a Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT). De realçar ainda que o Porto de Setúbal regista variações mensais positivas já pelo sexto mês consecutivo, oscilando entre +11,1% em Junho e +44,9% em Abril.

Recorde-se que nos primeiros oito meses deste ano, o segmento dos Contentores registou um volume total de 1,8 milhões de TEU, uma redução de -2,6%, correspondente a -47,6 mil TEU, e reflectindo uma recuperação de 3,9 pontos percentuais relativamente ao mês  anterior. «Esta  recuperação surge  na sequência de um  acréscimo global de +28,4% ocorrido no mês de Agosto, com o contributo decisivo do porto de Sines, que regista uma variação de +69,3%, tendo sido acompanhado pelas variações de +29% em Setúbal e de +8,6% em Leixões», menciona a AMT no seu relatório.

Como frisa a AMT no documento – ao qual a Revista Cargo teve acesso – o porto sadino prossegue a sua senda de recuperação, consolidando, com mais um mês de variação homóloga positiva, o trajecto de reabilitação de volumes de carga processada e a sua importância na economia portuguesa. Esta recuperação tem sido particularmente notável no segmento contentorizado – em Julho passado, por exemplo, a movimentação (em toneladas) subiu mais de 51% em termos homólogos, com o mês a espelhar uma subida homóloga de 26,5% no cômputo global das cargas.

Porto de Setúbal com trajecto ascendente: Julho já havia dado boas indicações

Contentores SetúbalRecorde-se que o Porto de Setúbal apresentou, no mês de Julho, um crescimento homólogo «significativo em praticamente todos os segmentos de carga, desatacando-se, em particular, a carga contentorizada com um crescimento de +51,6%». Em termos globais, a infra-estrutura sadina registou um aumento de +26,5% na tonelagem transportada, face ao mês homólogo do ano anterior. Destaque também o crescimento verificado na carga fraccionada, com um aumento de +112,8%, e nos granéis sólidos, com um crescimento de mais de 18% a que correspondem 235,5 mil toneladas. Nos valores acumulados dos primeiros 7 meses deste ano a tonelagem global atingiu os 3,8 milhões de toneladas, tendo o crescimento no segmento de carga contentorizada sido superior a +12%, com mais de 1 milhão de toneladas. A APSS reagiu com agrado a esta evolução.

«O Porto de Setúbal reforça, desta forma, o importante papel que detém no desenvolvimento da actividade económica da região e do país, constituindo-se como um porto chave no apoio à eficiência da indústria localizada na região onde, recorda-se, se localizam as principais indústrias exportadoras do país, bem como no abastecimento de bens de consumo ao seu hinterland, o qual integra a região da Grande Lisboa», vincou a APSS, aquando do anúncio dos dados referentes ao passado mês de Julho.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com