Silopor

Silopor renova certificação em sistemas de gestão e segurança alimentar

Marítimo Comentários fechados em Silopor renova certificação em sistemas de gestão e segurança alimentar 267
Tempo de Leitura: 2 minutos

A Silopor – Silos Portuários SA anunciou, através de um comunicado, a conclusão «com sucesso» do 4º ciclo de certificação (2018-2020) em Sistemas de Gestão de Segurança Alimentar, de acordo com o cumprimento dos requisitos da norma NP EN ISO 22000:2005.

A norma ISO 22000 – Sistema de Gestão da Segurança Alimentar baseia-se nos princípios do HACCP do ‘Codex Alimentarius’, internacionalmente reconhecidos. Apesar da abordagem ser efectuada nos aspectos de segurança alimentar, em todas as etapas da cadeia de fornecimento, esta norma propõe também que sejam tidas em conta questões éticas e de consciencialização dos consumidores.

Em 2021, a empresa iniciará um novo ciclo de certificação que contemplará, nos termos previstos, a transposição da norma ISO 22000:2018. «Ao aplicar os procedimentos de HACCP, das Boas Práticas de Higiene e Operação, de rastreabilidade, de conservação, e de operação e manutenção a Silopor «garante a Segurança Alimentar dos produtos alimentares movimentados em todas as etapas da actividade e em todas as instalações – Terminais Portuários do Beato e da Trafaria, incluindo o batelão ‘Silopor’, e Silos de Vale de Figueira», frisou a empresa no comunicado.

A empresa tem vindo também a apostar na vertente sustentável: no arranque do mês de Setembro, a Silopor deu conta do processo de instalação de 1650 painéis fotovoltaicos nos seus silos da Trafaria: um investimento total que ascenderá a mais de quinhentos mil euros, revelou a empresa portuária portuguesa de descarga e armazenagem de graneis sólidos alimentares. «Em virtude da sua localização e condições próprias da estrutura dos silos portuários, prevê-se que esta Unidade de Produção para Auto-consumo possa suprir toda as necessidades do edifício central do terminal portuário», esclareceu a empresa, no passado dia 4 de Setembro, através de um comunicado, ao qual acedemos.

Esta infra-estrutura significa uma potência instalada de 528 KW, que corresponderá, potencialmente, a uma produção anual de energia de 770 000 KW. Além da redução significativa das emissões de dióxido de carbono (CO2), o novo investimento vai também permitir uma redução na factura energética da empresa na ordem dos 67 000 euros por ano, esclareceu ainda a Silopor.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com