APS Janela Única Porto de Sines

Sines combate pandemia com subida de +1% e fecha 2020 a crescer 13% nos contentores

MarítimoComentários fechados em Sines combate pandemia com subida de +1% e fecha 2020 a crescer 13% nos contentores341
Tempo de Leitura: 2 minutos

O Porto de Sines encerrou o ano de 2020 com um aumento da carga contentorizada de +13% em relação ao ano anterior. Mesmo em tempos minados pela pandemia, a infra-estrutura portuária alcançou «o terceiro melhor resultado de sempre em termos de movimentação de contentores».

Sines imunizou-se: pandemia não quebrou fluxo dos contentores

Em comunicado emitido esta Quarta-feira, a administração portuária relatou que este feito é alcançado num particular «contexto pandémico», em que «as projecções mundiais apontam para um decréscimo neste segmento». Contrariando as previsões, o Porto de Sines não só cresceu na carga contentorizada como se destacou pelo «aumento do volume relacionado com o hinterland que representa já mais de 442 mil TEU, demonstrando a crescente importância de Sines nos fluxos de importação e exportação das empresas», frisou a APS.

Perdas expectáveis nos granéis sólidos

Terminal XXI PSA Porto de SinesNo segmento dos granéis líquidos, o porto registou «um ligeiro crescimento de 1% em relação a 2019», para um total de 21,5 milhões de toneladas. Nesta vertente, assumem especial relevância a recepção de mais de 8,3 milhões de toneladas de crude para abastecimento da refinaria de Sines, a movimentação de 7,3 milhões de toneladas de refinados (gasolinas, gasóleos e similares), na sua maioria para exportação, e ainda a recepção de mais de 4 milhões de toneladas de Gás Natural Liquefeito (GNL), que representam mais de 90% das necessidades do país em gás natural.

No que concerne ao segmento dos granéis sólidos, a infra-estrutura portuária alentejana apresentou um resultado negativo, com uma quebra de 80% da movimentação, explicada pelo anunciado encerramento das centrais termoeléctricas a carvão, que se insere-se no âmbito do plano de descarbonização da economia, que tem tido impacto na movimentação do Porto de Sines nos últimos anos e que, em 2020, representou menos 2,5 milhões de toneladas movimentadas. «Na soma dos três segmentos de carga, o Porto de Sines encerrou o ano com uma movimentação total de 42,2 milhões de toneladas em todos os terminais portuários, reflectindo um crescimento de 1% face ao ano transacto», detalhou a APS.

O desafio de 2020 espelhou a «resiliência» dos que operam no porto

No comunicado, a administração portuária enfatizou que 2020 «foi um ano diferente de todos os outros», devido à pandemia de COVID-19, que forçou as empresas «a adaptarem-se a novas realidades e a encontrar novas soluções para servir os clientes». Num panorama tão árduo, os resultados do Porto de Sines ganham ainda maior relevo, espelhando «a capacidade e resiliência de todos» os que operam no porto «e que garantem uma resposta adequada às necessidades das empresas localizadas do hinterland, tanto em Portugal como em Espanha», vinca a APS.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com