Sines

«Sines tem, em articulação com Beja, uma situação quase idílica», destaca Jorge d’Almeida

Aéreo, LogísticaComentários fechados em «Sines tem, em articulação com Beja, uma situação quase idílica», destaca Jorge d’Almeida975
Tempo de Leitura: 2 minutos

Em declarações prestadas ao jornal ‘Público‘, Jorge d’Almeida abordou a potencial importância estratégica do Aeroporto de Beja para a evolução da região de Sines e do porto local, num contexto em que o ecossistema do comércio electrónico ganha cada vez mais pujança, na sequência da pandemia de COVID-19. A infra-estrutura aeroportuária está sub-aproveitada, considera, mas poderá ser crucial caso haja uma aposta coerente.

«A sabedoria convencional dizia que Sines nunca podia ter um terminal, e agora tem um terminal XXI a triplicar a capacidade. Também dizem que Beja não tem hipótese. Mas aqui até a sabedoria convencional é capaz de concordar que o comércio electrónico depende da logística aeroportuária e marítima, e Sines tem, em articulação com Beja, uma situação quase idílica», argumentou o presidente da Comunidade Portuária e Logística de Sines.

Jorge d'Almeida

Para o especialista em Arquitectura Naval, o Aeroporto de Beja tem potencial para desempenhar um papel logístico importante, com clara capacidade e aptidão para se transformar em um hub (placa giratória) de resposta para o crescente comércio electrónico, que tem sentido um boom incontornável na sequência do surgimento da pandemia de COVID-19. A visão tem também a concordância da Associação de Transitários de Portugal (APAT).

Recorde-se que a associação vem defendendo a tese de que o Aeroporto de Beja pode, de facto, ser aproveitado para ser um elemento logístico vital no que diz respeito ao fluxo de mercadorias «entre dois continentes» (Ásia e Américas). A infra-estrutura aeroportuária poderá «alargar os hinterlands e ser uma plataforma importante para fazer crescer carga através de Sines (por via de dois hubs: um marítimo e outro aéreo», considera a APAT.

Também a administração do Porto de Sines (APS), através do presidente do Conselho de Administração, José Luís Cacho, já se mostrou aberta a equacionar o aproveitamento do aeroporto na captação de novos negócios, tendo em vista o contexto do aumento do comércio electrónico.

Fonte: Público

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com