molhe navio sines

Sines tem quota de 49,7% da movimentação nacional; nos contentores, maioria absoluta é de 56,4%

Marítimo Comentários fechados em Sines tem quota de 49,7% da movimentação nacional; nos contentores, maioria absoluta é de 56,4% 508
Tempo de Leitura: 1 minutos

Os dados da movimentação portuária de cargas durante o primeiro trimestre foram já divulgados pela Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT): os portos do Continente roçaram os 22 milhões de toneladas, com uma descida homóloga de -3,7% em tempos de pandemia. Sem surpresas, o Porto de Sines continua a liderar a quota nacional do movimento total, liderando também, com maioria absoluta, no segmento contentorizado.

Sines mantém liderança nacional; Março foi mês de novo fôlego

Tendo perdido terreno face ao mesmo período de 2019 (como a maioria dos portos analisados), o Porto de Sines conseguiu, no entanto, operar uma autêntica recuperação durante o mês de Março, mitigando os números do trimestre e deixando boas perspectivas para os próximos meses, apesar do turbulento período que o mundo atravessa, graças à pandemia COVID-19 e às consequentes medidas de restrição aplicadas pelos governos.

De acordo com os dados compilados pela AMT, o Porto de Sines continua a liderar a estrutura de quotas com 49,7% do total de cargas movimentadas (-1,8 pontos percentuais face ao período homólogo de 2019), seguindo-se os portos de Leixões com 24,2%, de Lisboa com 9,7%, de Setúbal com 7,3%, de Aveiro com 6,3%, da Figueira da Foz com 2,3%, de Viana do Castelo com 0,4% e de Faro e Portimão, ambos, com 0,1%.

Ainda no segmento dos contentores, o Porto de Sines mantém a sua também crónica liderança, com uma quota maioritária absoluta de 56,4%, seguindo-se os portos de Leixões, com 27,3%, de Lisboa, com 10,5%, de Setúbal, com 5,1%, e da Figueira da Foz, com 0,7%.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com