Soren Skou (Maersk): «A hora de agir é agora» para «resolver o desafio climático» do Shipping

Marítimo Comentários fechados em Soren Skou (Maersk): «A hora de agir é agora» para «resolver o desafio climático» do Shipping 309
Tempo de Leitura: 2 minutos

A Maersk vincou a sua aposta no metanol verde como alternativa viável no processo de descarbonização do Shipping contentorizado: a encomenda de oito navios porta-contentores dual fuel, com recurso ao metanol, é a grande prova disso, declarou Soren Skou, CEO do grupo dinamarquês.

Maersk focada em abraçar o «desafio climático», enfatizou Soren Skou

Maersk«A hora de agir é agora, se quisermos resolver o desafio climático do transporte marítimo. Este pedido [feito aos estaleiros da Hyundai Heavy Industries] prova que as soluções neutras em carbono estão disponíveis hoje em todos os segmentos de navios porta-contentores e que a Maersk está comprometida com o número crescente dos nossos clientes que buscam a descarbonização das suas cadeias de abastecimento», disse Soren Skou.

«Além disso, este é um sinal firme para os produtores de combustível de que a procura considerável do mercado actual por combustíveis verdes do futuro está a surgir rapidamente», acrescentou o responsável, na sequência do anúncio da encomenda dos oito porta-contentores de 16 mil TEU aos estaleiros sul-coreanos. Os porta-contentores serão entregues no ano de 2025, e, assegura a transportadora marítima dinamarquesa, permitirão à Maersk oferecer um serviço de Shipping neutro em carbono aos seus clientes no segmento do transporte marítimo contentorizado.

O sistema de propulsão de metanol para os navios está a ser desenvolvido em colaboração com fabricantes como a MAN, a Hyundai (Himsen) e Alfa Laval. A transportadora marítima planeia operar os navios com e-metanol neutro em carbono ou bio-metanol sustentável o mais rápido possível e a empresa admite que obter uma «quantidade adequada de metanol neutro em carbono desde o primeiro dia será um desafio».

Recorde-se que, neste contexto, a empresa dinamarquesa já anunciou a assinatura de um acordo com a European Energy da Dinamarca – por via da sua subsidiária REintegrate – para o fornecimento deste recurso energético. A fábrica produzirá cerca de 10 mil toneladas anuais de ‘e-metanol’. A produção do combustível para a Maersk começará no ano de 2023.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com