Aumento de tarifas: tiro de Donald Trump poderá sair pela culatra, alerta Soren Skou

MarítimoComentários fechados em Aumento de tarifas: tiro de Donald Trump poderá sair pela culatra, alerta Soren Skou492
Tempo de Leitura: 2 minutos

A economia dos EUA será atingida muito mais arduamente que o resto do mundo no seguimento da deriva tarifária que Donald Trump iniciou em 2018, afirmou o CEO da A.P. Moller-Maersk, Soren Skou.



Tiro dos EUA poderá sair pela culatra? Soren Skou diz que sim…

Soren Skou, em entrevista à ‘Bloomberg’, declarou as consequências da actual onda proteccionista (já aqui analisada exaustivamente na Revista Cargo) «poderão facilmente acabando por ser maiores nos EUA» que no alvos da táctica da administração norte-americana. As tarifas poderão desacelerar o crescimento do comércio anual em 0,3%, mas para os EUA, os efeitos chegarão «talvez aos 3 ou 4%», afirmou.«Isso não seria nada bom», rematou.

O CEO do grupo, que integra a transportadora marítima líder de mercado, a Maersk Line, quebrou ainda em 2017 a política de silêncio sobre este tipo de decisões internacionais, criticando a estratégia comercial do presidente dos EUA e a incerteza geral que as suas orientações vinham causando, à data, no Shipping. O ano de 2018 trouxe a guerra de tarifas e promete causar impactos sérios nas operadoras.

Aumento de tarifas sobre bens de consumo poderá afectar fortemente a Maersk…e todas as operadoras

A Maersk Line concentra-se nos fluxos de comércio entre a Europa e a Ásia e, até agora, o seu negócio a não foi directamente afectado pelas tarifas. Mas Soren Skou diz que esse cenário pode alterar-se radicalmente caso os EUA comecem a atacar bens de consumo.

«A primeira coisa que os importadores americanos fariam se as tarifas fossem aplicadas aos bens de consumo chineses seria comprar no Vietname, na Indonésia ou em qualquer outro lugar da Ásia», explicou. «Grandes marcas de consumo dos EUA, como a Nike, produzem em toda a Ásia, não apenas em um país, logo, haverá um efeito de substituição», esclareceu, assim desvalorizando as ideias (propalada por Trump) de que o efeito das tarifas está a equilibrar as relações comerciais com a China e que as medidas apoiarão a indústria nacional.

«Outro factor prende-se com a existência de muitos produtos que agora são importados para os EUA e que não são produzidos em nenhum lugar dos EUA», afirmou Skou. «Você não pode comprar ténis Nike ou iPhones produzidos nos EUA. Por isso, acabarão por ser empurrados para o consumidor», atirou.



Photo: By Jonathanwichmann – Own work, CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=18073977

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com