lisboa porta contentores terminal de contentores de alcântara

Terminal de contentores de Alcântara com luz verde: projecto pode avançar no 1º trimestre de 2021

Marítimo Comentários fechados em Terminal de contentores de Alcântara com luz verde: projecto pode avançar no 1º trimestre de 2021 502
Tempo de Leitura: 2 minutos

Luz verde: o projecto de modernização do terminal de contentores de Alcântara apresentado pela empresa Liscont, que integra a holding turca Yilport contará com a avaliação positiva do estudo de impacto ambiental, levado a cabo pela Proman – Centro de Estudos e Projectos, no período compreendido entre Março de 2018 e junho de 2020, encontra-se actualmente em fase de consulta pública.

Uma vez concluído o prazo legal de 100 dias caberá à APA – Agência Portuguesa do Ambiente tomar uma derradeira decisão sobre o projecto, que se prevê ser positiva, tendo em conta o teor favorável deste estudo de impacto ambiental, adianta reportagem do ‘Jornal Económico’, que chegou à fala com Diogo Marecos, administrador da Liscont. «Temos tudo pronto, estamos só à espera das autorizações para podermos avançar com o projecto», o que deverá acontecer durante o primeiro trimestre de 2021», afirmou o responsável, em entrevista concedida ao jornal.

Terminal de contentores de Alcântara: modernização e sustentabilidade

«O investimento em causa não prevê qualquer ampliação do terminal de contentores», adiantou Diogo Marecos. «Na actual versão, estás apenas previsto um investimento de cerca de 120 milhões de euros para aquisição de equipamentos mais amigos do ambiente, uma modernização que vai permitir que o índice de emissão de CO2 seja reduzido de forma substancial», explicou ao jornal, afiançando que o terminal «não vai ser estendido», mantendo as suas «áreas actuais». Diogo Marecos vincou a intenção de «melhorar a operação com o novo equipamento, uma vez que o actual já não responde às necessidades do sector. Neste aspecto, salientou, «o Porto de Lisboa ficou para trás na corrida» face «aos portos de Sines ou de Leixões».

Recorde-se que, tal como a Revista Cargo já havia noticiado, o projecto prevê um investimento de 120 milhões de euros, da responsabilidade privada da Yilport (que integra o Grupo Yildirim). No entanto, dependendo da evolução do volume de cargas processadas no terminal em questão, este investimento privado poderá acabar por ser superior, havia já denotado a operadora de terminais Yilport.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com