carregamento veículos eléctricos

TomTom analisa a electromobilidade: «Os veículos eléctricos são o futuro dos automóveis»

Terrestre, Veículos Comentários fechados em TomTom analisa a electromobilidade: «Os veículos eléctricos são o futuro dos automóveis» 265
Tempo de Leitura: 3 minutos

A TomTom, face ao desafio de aliar a segurança rodoviária à sustentabilidade do sector, vem identificando soluções capazes de mitigar o volume de emissões de CO2 provocados pelos veículos. «Os veículos totalmente eléctricos reduzem este impacto ambiental em cerca de 70%», conclui a empresa especialista líder em tecnologias de localização, deixando uma pergunta: «O que impede os consumidores de optarem por veículos eléctricos?».

TomTom: rede de postos de carregamento e autonomia são entraves actuais

Carregador eléctrico Leaseplan aceaRealçando que as emissões por parte de transportes rodoviários são responsáveis por 17% do total de emissões de CO2 do ser humano, a TomTom busca responder à pergunta central que define o actual problema: Como estimular os consumidores a escolherem a electromobilidade? A empresa frisa que a alta de estações de carregamento é um dos elementos que mais dissuadem os compradores a adquirir este tipo de veículos. «Deparamo-nos com frequência com o risco de não existir nenhum posto de carregamento na rota que escolhemos fazer», constata, em comunicado.

«A autonomia é uma das características que os compradores mais analisam, mas é sempre necessário recarregar. Haverá uma estação de carregamento quando precisamos dela?», pergunta a TomTom. «Ferramentas como os mapas em tempo real da TomTom ajudam os condutores a gerir este tipo de situações. Não só porque mostram a localização das estações de carregamento e permitem planear a rota antecipadamente, mas também porque fornecem informação sobre a estrada, os limites de velocidade, graus de inclinação, desvios e o estado do trânsito em tempo real», indica a empresa, fazendo showcase das suas soluções. «Toda esta informação serve para que os veículos sejam capazes de gerir a sua bateria», vinca.

«Por exemplo, se o condutor se dirigir a uma estação de carregamento rápida, o veículo pode preparar a bateria antecipadamente para aumentar a velocidade da recarga. Da mesma forma, um veículo híbrido pode consumir mais energia numa subida se souber que logo a seguir há uma descida onde pode recarregar a bateria. Os sistemas de navegação modernos são capazes de ter em conta factores como o estilo de condução do condutor para tomar decisões totalmente personalizadas que afectam a eficiência energética do veículo», explica a TomTom.

Como está o mercado dos veículos eléctricos em Portugal?

Embora seja dos países da Europa com menos incentivos à compra de veículos eléctricos, Portugal é o país com a 5ª maior percentagem de venda de carros eléctricos da Europa, de acordo com o relatório “Mission (almost) accomplished”, da Federação Europeia de Transporte e Ambiente.

No primeiro semestre de 2020, 11% de todos os carros vendidos em Portugal eram eléctricos. Nos primeiros lugares da lista, estão os Países Baixos (13%), a Finlândia (15%), a Suécia (26%) e a Noruega, em primeiro lugar, com 68%, sendo o único país na Europa onde os eléctricos representam mais de metade do total de carros vendidos. Para a marca, restam poucas dúvidas: «Os veículos eléctricos são o futuro dos automóveis e um dos pilares na hora de reduzir a poluição nas nossas cidades» e os cidadãos têm a consciência disso, reforça.

Para que a transição e adopção desta electromobilidade possa ser uma realidade, observa a TomTom, «é necessário que haja investimentos para incentivar a compra, mas também que exista uma infraestrutura que permita que os motoristas destes automóveis circulem com a garantia de que serão bem cuidados e terão um serviço comparável ao que agora têm com os carros movidos a combustíveis fósseis».

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com