ecanter fuso daimler lisboa

Fábrica do Tramagal intensificará produção de camiões eléctricos já em 2019

Terrestre Comentários fechados em Fábrica do Tramagal intensificará produção de camiões eléctricos já em 2019 699
Tempo de Leitura: 2 minutos

A evolução da fábrica de pesados do Tramagal fez-se de inúmeros desafios: a passagem para as baterias, em pleno paradigma da Electromobilidade, é mais uma dessas barreiras que a histórica fábrica está pronta a ultrapassar, pois é a partir de Portugal que os primeiros camiões totalmente eléctricos verão a luz do dia e pisarão o asfalto.



O destaque teve honras de peça jornalística aprofundada na publicação ‘Dinheiro Vivo’, à qual Jorge Rosa, líder da fábrica, deu uma entrevista. Isto porque a produção em massa dos modelos eCanter irá iniciar-se dentro de um ano, precisamente na fábrica da Mitsubishi Fuso, no Tramagal e inundará, principalmente, o mercado europeu.

Produção reforçada já a partir de Setembro

Ao ‘Dinheiro Vivo’, Jorge Rosa adiantou que a empresa irá reforçar, já no próximo mês, a produção dos Canter híbridos e a gasóleo e recrutar mais pessoal para a linha de montagem: «A partir de Setembro vamos admitir mais 40 pessoas para a produção, porque a procura o exige», revelou.

Esta intensificação produtiva conduzirá a Mitsubishi Fuso a produzir dez mil camiões neste ano, um registo que, lembra a publicação, deixará essa quantia perto do recorde fixado no ano 2000 (11 714 unidades fabricadas). A facturação deverá roçar os 250 milhões de euros, cerca de 20 milhões a mais que o valor registado no ano passado.

Na entrevista, explica Jorge Rosa que a Mitsubishi Fuso segue um modelo de produção diferente das fábricas de carros ligeiros: o chassis e a cabina são duas peças separadas que apenas são unidas na derradeira fase do processo. Para já, só são colocadas as Canter a gasóleo e híbridas.

Primeiros veículos foram entregues este mês

Os camiões eléctricos são construídos em séries especiais, até um máximo de 100 unidades, isto «para fazer face a solicitações muito fortes de alguns municípios e cidades, que fazem questão de ter este veículo, mesmo que ainda não esteja na fase final», explicou Jorge Rosa – os primeiros veículos foram entregues este mês em cidades como Lisboa, Tóquio, Amesterdão, Berlim, Londres ou Nova Iorque.

O futuro, com produção em série, irá alterar o paradigma de construção no Tramagal – esta transição, cuja velocidade Jorge Rosa admite ainda não puder contabilizar, implicará o estabelecimento de uma linha de montagem para os camiões eléctricos e outra para os pesados a gasóleo.



Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com