Transinsular navio Madeira

Transinsular ressuscita navio ‘Ilha da Madeira’ para assegurar abastecimento regular da ilha

Marítimo Comentários fechados em Transinsular ressuscita navio ‘Ilha da Madeira’ para assegurar abastecimento regular da ilha 509
Tempo de Leitura: 2 minutos

Seis anos após um navio com o mesmo nome deixar de servir esta região autónoma, a Transinsular anunciou que trouxe de novo para junto dos madeirenses, um navio que, pela sua designação e propósito, recorda um marco no desenvolvimento da região autónoma entre 1987 e 2014.

Transinsular reforça serviço «a favor da comunidade madeirense»

Em comunicado, a Transinsular, que integra o Grupo ETE, anunciou o regresso do navio «para uma nova comissão de serviço a favor da comunidade madeirense, completando com a chegada ao Porto do Caniçal, a sua viagem inaugural», iniciada em Lisboa, no dia 20 de Novembro.

Transinsular navio MadeiraRegistado em bandeira nacional, o novo navio – que estará unicamente ao serviço desta região autónoma – está dimensionado para responder na íntegra às especificidades e aos horários do itinerário, particularmente nestes tempos de crise pandémica. Tem, ainda, as características necessárias para «assegurar a regularidade de serviço em tempo de retoma, quando o turismo e a economia recuperarem o dinamismo», vinca a Transinsular.

Com capacidade para 440 TEU (carga seca e reefer, viaturas e carga geral), o navio ‘Ilha da Madeira’ mantém as escalas semanais – Lisboa e Leixões – do Serviço Madeira Expresso oferecido pela Transinsular, continuando a promover a proximidade deste arquipélago com o Continente. No comunicado, o Grupo ETE vinca que a meta de manter «o abastecimento regular das Regiões Autónomas» é primordial e que esta aposta exclusiva «reforça o Serviço Madeira Expresso», espelhando o «compromisso assumido» com a Madeira.

‘Ilha da Madeira’ ressuscitado: um símbolo de «unificação» da região

«Como sinal do compromisso assumido com a Região Autónoma da Madeira, a Transinsular renova a aposta nesta linha nacional de transporte marítimo com a introdução de um novo navio com o mesmo nome daquele que, em tempos, foi fundamental para o desenvolvimento e unificação desta região», pode ainda ler-se no comunicado, ao qual a Revista Cargo teve esta Quarta-feira acesso.

Recorde-se que o primeiro navio com o nome ‘Ilha da Madeira’, foi adquirido pela Vieira&Silveira, armador do Grupo ETE, no início da década de 90, altura do grande desenvolvimento das Regiões Autónomas. Com capacidade de 258 TEU, o navio esteve ao serviço do itinerário da Madeira até 2014.

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com