iata

Transitários devem abraçar digitalização para dar passo adiante

Logística Comentários fechados em Transitários devem abraçar digitalização para dar passo adiante 320
Tempo de Leitura: 2 minutos

No decorrer do evento ‘Caspian Air Cargo Summit‘, realizado na cidade de Baku (capital do Azerbaijão) durante esta semana, Kenny Le Tissier, actual gestor logístico da companhia norte-americana Halliburton para a Europa, Euroásia e África subsariana, deixou um claro alerta geral direccionado a todos os transitários espalhados pelo mundo: aventurem-se, tomem as rédeas da revolução digital e empurrem, dessa forma, a indústria do transporte para novos patamares de desenvolvimento.

Digitalização é «aspecto que precisa de ser adoptado», avisou Le Tissier

Para Kenny Le Tissier, torna-se cada vez mais essencial tal passo adiante por parte dos transitários – para o gestor (que já passou pelos quadros da dinamarquesa Maersk), a apologia e adopção dos mais recentes processos tecnológicos por banda dos transitários será um elemento impulsionador da transformação da indústria, rumo a uma maior eficiência administrativa e operacional. «Quando se trata de digitalização e frete aéreo, há uma relutância em avançar, mas este é um aspecto do negócio que precisa de ser devidamente adoptado», comentou.

Transitários: úteis agora e no futuro, diz gestor

«Os promotores devem dar um passo em frente – há coisas que os carregadores esperam dos seus transitários que apenas estes podem fornecer através de tecnologia, e carregadores com experiência e sabedoria têm essas expectativas», acrescentou Kenny Le Tissier, que realçou ainda a importância das soluções multi-modais «realísticas» durante a sua intervenção. Sobre os receios de um hipotético desuso da função de transitário num futuro a médio/longo prazo, o gestor da Halliburton descansou as hostes.

«Queremos, certamente, contacto directo com o carregador», explicou, para depois assegurar que a função dos transitários continua a desempenhar um papel importante no processo: «Isso não significa que nos queiramos livrar dos transitários. Há funções que estes nos providenciam que as operadoras não oferecem. Mas é bom para as companhias aéreas saberem quais são as nossas necessidades», finalizou.

Back to Top

© 2018 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com