porto de sao vicente cabo verde

Transporte inter-ilhas em Cabo Verde: oposição fala em «exclusão dos armadores nacionais»

Marítimo Comentários fechados em Transporte inter-ilhas em Cabo Verde: oposição fala em «exclusão dos armadores nacionais» 281
Tempo de Leitura: 1 minutos

Janira Hopffer Almada, presidente do partido cabo-verdiano de oposição PAICV, afirmou, no Mindelo, que o Executivo do país excluiu «de forma ostensiva» os armadores nacionais da concessão do transporte inter-ilhas, vencido, recorde-se, pela empresa portuguesa Transinsular.

Concessão do transporte inter-ilhas em Cabo Verde: oposição fala em «exclusão dos armadores nacionais»

«Neste momento temos um concurso intransparente, tudo na perspectiva clara e evidente de exclusão dos armadores nacionais», declarou Janira Hopffer Almada, na passada Quarta-feira. Segundo defende, Cabo Verde, dada a sua configuração insular, é imperativo garantir uma «coesão territorial» e a «mobilidade dos cabo-verdianos», algo que, reiterou, o actual modelo não assegura.

A líder do PAICV constatou que o desalento dos armadores nacionais é real e que, nos actuais moldes, não serão capazes de operar, dada a «situação de desigualdade». «Peço ao Governo, em nome dos interesses nacionais, que faça um concurso sério, envolva e integre os armadores nacionais na solução e, sobretudo, garanta que o sector não fique refém de interesses outros como nos transportes aéreos», disse Janira Hopffer Almada.

Solução dos 25% «não é realista», vincou Janira Hopffer Almada

Em declarações captadas pela ‘Inforpress’, Janira Hopffer Almada analisou a solução dos 25% (quota destinada aos armadores nacionais), arquitectada no âmbito da concessão ganha pela Transinsular – «Não é razoável, nem aceitável e nem realista», considerou, argumentando que tal quota acabará por redundar em menos de 2% para cada companhia marítima presente no mercado inter-ilhas.

Author

Back to Top

© 2018 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com