Transporte marítimo

Transporte marítimo incluído no ‘Green Deal’ europeu para o combate às emissões poluentes

Marítimo Comentários fechados em Transporte marítimo incluído no ‘Green Deal’ europeu para o combate às emissões poluentes 286
Tempo de Leitura: 2 minutos

A Comissão Europeia anunciou, na passada Quarta-feira (dia 11), a inclusão do transporte marítimo no chamado Green Deal europeu, sob o qual várias iniciativas políticas visam colocar a Europa no caminho certo para alcançar emissões zero de aquecimento global até 2050.

Em reacção a este anúncio, a ECSA (European Community Shipowners’ Associations) mostrou-se satisfeita com a posição detida por Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia. «Trata-se de um plano ambicioso que a Europa levará a cabo para trazer para a mesa a liderança necessária neste contexto de emergência climática global», comentou Martin Dorsman, secretário-geral da ECSA.

Transporte marítimo pode manter competitividade enquanto se descarboniza

«O transporte marítimo europeu é o segmento líder no sector marítimo global. Através da inovação e implantação de novas metodologias, mostramos que o resto do mundo pode ser altamente competitivo enquanto se encaminha rumo a emissões zero», prosseguiu Martin Dorsman, lembrando que o Shipping é, apesar da sua vertente poluidora, um modo de transporte com uma assinalável eficiência energética, com emissões de CO2 por tonelada-quilómetro substancialmente mais baixas que os outros modos de transporte.

Mais: frisa a ECSA que, apesar dos aumentos verificados nos volumes comerciais em termos globais, o transporte marítimo de mercadorias reduziu as suas emissões de CO2 entre 2008 e 2018 em 19%, de acordo com dados da consultora Clarksons Research. Ainda assim, ressalvou a associação de armadores, muito há a fazer para combater as emissões poluentes. A aposta no desenvolvimento de «tecnologias verdes» será o caminho a adoptar para que a luta contra o crescimento das emissões seja um sucesso, salientou Dorsman.

Martins Dorsman: indústria deve apostar em «tecnologias verdes»

«O maior desafio que a indústria enfrenta é o desenvolvimento e a disponibilidade global de tecnologias verdes alternativas e inovadoras, combustíveis e fontes de energia neutras em carbono. A promessa da proposta de acelerar a produção e a implantação desses combustíveis e a infra-estrutura necessária é muito bem-vinda pela indústria», completou.

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com