Uber deixa cair Uber Freight e concentra-se nos veículos autónomos de passageiros

TerrestreComentários fechados em Uber deixa cair Uber Freight e concentra-se nos veículos autónomos de passageiros687
Tempo de Leitura: 2 minutos

O desenvolvimento de camiões autónomos por parte da Uber parou – a companhia decidiu anular a aposta da Uber Freight e concentrar-se apenas nos automóveis de passageiros. A informação foi desvendada por Eric Meyhofer, chefe do departamento Uber Advanced Technologies Group.



Uber aposta «exclusivamente» nos automóveis de passageiros

«Decidimos parar o desenvolvimento no nosso programa de camiões autónomos e seguir adiante exclusivamente com a aposta nos carros», adiantou Meyhofer. «Demos, recentemente, o importante passo de retornar às vias públicas em Pittsburgh e, à medida que procuramos dar continuidade a esse impulso, acreditamos que ter toda a energia e experiência da nossa equipa focada nesse esforço é o melhor caminho a seguir», justificou.

A Uber decidiu, assim, alocar as suas equipas de engenharia, anteriormente envolvidas no projecto dos camiões autónomos, para o desenvolvimento de automóveis de passageiros – especula-se, na imprensa internacional, que tal medida foi forçada pelo interesse conjunto dos investidores, que pretende ver reforçada a aposta no transporte de passageiros em detrimento das cargas.

Perder a corrida aos autónomos de passageiros ondemand é, para a Uber, inconcebível

Isto porque a corrida ao transporte autónomo de passageiros está ao rubro e a competição é feroz (e milionária): empresas como a Tesla, Waymo (integra o universo Google), Lyft, Daimler, Ford ou Cruise, estão a reforçar os esforços para aperfeiçoar os seus modelos de automóveis autónomos on-demand e a Uber não se poderá dar ao luxo de perder essa corrida, algo que, a acontecer, colocaria todo o seu negócio em risco.

O princípio do fim da Uber Freight?

Aparentemente, isto significa o princípio do fim da Uber Freight – a aposta no segmento dos passageiros parece mais apelativa em termos financeiros e o retorno será mais seguro, concordam os investidores. A complexa orgânica da Logística e a corretagem dos fretes sempre foi um grande entrave à adesão dos investidores, e, agora, esse entrave parece ter levado a melhor, conduzindo a Uber a concentrar-se no seu core business.

Recorde-se que a Uber Freight, divisão destinada ao transporte de cargas, foi edificada com base na transposição do aplicativo utilizado para o segmento dos passageiros, recorrendo a profissionais da indústria que entendem o negócio de corretagem de mercadorias. A tecnologia autónoma, havia explicado a Uber, prometia fornecer margens muito mais amplas por jornada de transporte.



Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
ptPortuguês
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com