UPS

UPS analisa 1º trimestre: «Transformação da empresa potenciou a eficiência e receitas»

Marítimo Comentários fechados em UPS analisa 1º trimestre: «Transformação da empresa potenciou a eficiência e receitas» 281
Tempo de Leitura: 3 minutos

A UPS anunciou os seus resultados referentes ao primeiro trimestre de 2019, «fortalecidos por receitas qualitativamente superiores e pelos benefícios trazidos pelos investimentos na sua rede global». Os resultados excluem uma despesa antes de impostos de 123 milhões de dólares, «devido a encargos relacionados com a Transformação da empresa, consubstanciada em projectos que irão criar eficiências em toda a companhia e produzir um crescimento qualitativo da receita», informou a empresa através de um comunicado.

«O primeiro trimestre marcou um bom começo de ano, permitindo-nos executar a nossa estratégia e gerar um sólido desempenho em todas as áreas de negócio», afirmou David Abney, presidente e CEO da UPS. «As nossas iniciativas de Transformação da empresa estão a melhorar a qualidade da receita e a criar eficiências de rede que vão aumentar a nossa capacidade de lucro a longo prazo. Este caminho vai-nos possibilitar aproveitar as oportunidades de crescimento e melhorar o nosso desempenho futuro», acrescentou, citado pela missiva.

Primeiro trimestre: receita consolidada sobe para os 17,2 mil milhões

A receita consolidada aumentou para 17,2 mil milhões, «impulsionada por ganhos no volume médio diário e no upgrade qualitativo da receita». Os resultados reflectem «o impacto do severo clima de Inverno nos EUA», caracterizou a empresa. Os gastos de capital foram de 1,5 mil milhões, para suportar melhorias na rede. A UPS continuou a recompensar os accionistas, pagando dividendos de 867 milhões, um aumento de 5,5% por acção em relação ao mesmo período do ano anterior.

Segmento doméstico marcado por «investimentos em centros automatizados»

Neste trimestre, o mercado interno dos EUA continuou numa tendência positiva, aumentando mais uma vez o volume de negócios B2B. Além disso, indica a UPS, «os investimentos em novos centros automatizados contribuíram para melhorias nas medidas operacionais, incluindo ganhos de produtividade e crescimento mais lento dos custos unitários».

«Estamos a dobrar a curva dos custos no nosso segmento doméstico dos EUA, à medida que os Hubs altamente automatizados entram em funcionamento, gerando benefícios de produtividade consideráveis», referiu Abney. «Essas melhorias contribuíram para o desempenho deste segmento no trimestre e continuarão a ganhar força no futuro», completou o responsável.

Segmento internacional

O segmento internacional registou um lucro operacional recorde no primeiro trimestre, reflectindo a força e a flexibilidade da rede global da empresa e a sua capacidade de execução num ambiente comercial global em plena mudança. A margem operacional foi de 15,3%, e de 17,7% em base ajustada. A margem ajustada cresceu 90 pontos base+ em relação ao período anterior.

No primeiro trimestre, a receita unitária foi menor em 1,2%; com ajustamento cambial, aumentou 2,3%, liderada por um ganho de 3,9% nos produtos domésticos. O lucro operacional foi de 528 milhões; em base ajustada, o segmento gerou um lucro de 612 milhões. A gestão de rendimento, aliada ao «crescimento dos clientes B2B no mercado intermediário, contribuiu para ganhos na qualidade da receita».

O alto crescimento no volume médio diário de exportações no período do ano anterior criou comparações difíceis. Numa base de dois anos, as exportações internacionais alcançaram um crescimento de volume de quase 12%, liderado pela Europa e Américas. O lucro operacional ajustado exclui os encargos com a Transformação da empresa, de 84 milhões, relativos ao realinhamento global de sistemas e recursos.

Author

Back to Top

© 2020 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com