Veículos autónomos chegam a Portugal no próximo ano pela mão da Indra

Veículos Sem comentários em Veículos autónomos chegam a Portugal no próximo ano pela mão da Indra 310

Os veículos autónomos vão começar a ser testados no ano de 2018 em três cidades europeias – Lisboa, Madrid e Paris – através do projecto AUTOCITS. O projecto europeu de investigação sobre veículos autónomos é liderado pela Indra, sendo desenvolvido em Portugal em parceria com a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

As duas entidades promoveram esta quarta-feira, em Oeiras, uma sessão de trabalho sobre este projecto, deixando a certeza de que Portugal testará os primeiros veículos autónomos já no próximo ano – testes que vão ter lugar em Lisboa, numa faixa de sete quilómetros entre a Avenida Marginal e o cruzamento da A9/CREL com a A16.

«Esperamos não ter muita interferência com outros condutores, está provado que mudam o comportamento quando percebem que estão na presença de um veículo completamente automatizado, ficam nervosos, por exemplo», admite Cristiano Premebida, do Departamento de Engenharia Electrotécnica da Universidade de Coimbra, em declarações à Lusa. O investigador adiantou ainda que os testes serão feitos em «corredores de segurança» e devidamente acompanhados por autoridades policiais. Isto para além de, por questões de segurança e de cumprimento das leis, viajarem sempre condutores a bordo.

Testes também em Coimbra

Para além da CREL, a Indra vai testar ainda estes veículos sem condutor num serviço de vaivém entre o parque de estacionamento e vários edifícios do complexo do Instituto Pedro Nunes, em Coimbra, num percurso de cerca de 500 metros. Ao longo dos percursos, serão instaladas estações de sensores e transmissão de dados de que depende o sistema de veículos sem condutor para funcionar em segurança, revela a agência Lusa.

Obstáculos na estrada, condições meteorológicas diferentes, veículos avariados, manutenção a decorrer, veículos em marcha lenta são cenários que serão testados e que tornam essencial a comunicação entre todos os componentes do sistema.

Universidade de Aveiro modifica veículo para testes

Os testes serão realizados com veículos que chegarão a Portugal de França e Espanha, países onde também serão testados os autónomos. Mas a Universidade de Aveiro também vai modificar um veículo para este propósito, sendo que há abertura para que outras empresas e marcas automóveis se possam juntar ao projecto.

Ricardo Fonseca, da ANSR, considera que a circulação de veículos automatizados será uma realidade generalizada «dentro de vinte a trinta anos» e afirma que a «principal urgência legislativa» para levar mais longe estes testes e chegar a essa realidade futura é criar «legislação para permitir testes sem condutor».

Recorde-se que não é permitida a circulação de veículos sem condutor.

O projecto tem um orçamento de 2,6 milhões de euros e é financiado pelo CEF (Connecting Europe Facility).

Related Articles

Leave a comment

Back to Top

Powered by MAEIL
error: Este conteúdo está protegido!