SeaIntel contraria o paradigma: quanto maior a consolidação, maior a volatilidade

Marítimo Sem comentários em SeaIntel contraria o paradigma: quanto maior a consolidação, maior a volatilidade 238
Tempo de Leitura: 1 minutos

É uma tese que parece contrariar o arquétipo analítico dominante – para a companhia SeaIntel, não será assim tão certo que o fenómeno da consolidação no sector do transporte marítimo de mercadorias seja um factor de controlo e estabilidade (no valor do frete, nomeadamente). Para a consultora, que debruçou-se sobre o mercado asiático nos últimos 20 anos, as conclusões estão longe de indicar essa tendência.



Afinal, quanto maior a consolidação, maior a volatilidade da indústria?

A SeaIntel afirma que se deparou com um resultado que indica uma correlação entre maior consolidação e maior volatilidade – depois de olhar mais de perto a volatilidade do mercado da Ásia nas duas últimas décadas, a consultora concluiu que o nível de volatilidade das taxas triplicou no primeiro trimestre, ao passo que duplicou no segundo e quarto trimestres. Apenas o terceiro trimestre não viu uma mudança acentuada na volatilidade.

Enquanto a volatilidade do mercado é essencialmente inalterada na alta temporada, tem subido acentuadamente fora do pico. Embora a correlação seja irrefutável, explica a SeaIntel, as razões de tal aumento não são claras. No entanto, SeaIntel adiantou que a hipótese mais credível aponta para que, à medida que a consolidação progride, se torne cada vez mais importante para as principais operadoras manterem e aumentarem sua participação de mercado.

Ora, tendo em conta essa prioridade por parte das transportadoras e, além desta, a tendência que os mercados vêm demonstrando para serem cada vez mais commoditized (mercados com um competição de preços cada vez menos diferenciada), as taxas do frete torna-se, cada vez mais, uma importante ferramenta que permite atingir esse objectivo – assim, explica a SeaIntel, se criam as condições para a ascensão da volatilidade.

CEO da SeaIntel falta em «efeito contra-intuitivo»

«A consolidação é vista como necessária para estabilizar os mercados – mas o caminho que conduz a uma massa crítica de consolidação tem o efeito contra-intuitivo de realmente desestabilizar os mercados», conclui Alan Murphy, CEO da SeaIntel, num relatório da analista ao qual a Revista Cargo teve acesso.



Leave a comment

Back to Top

© 2018 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com