Volte-face nas negociações: SNMMP anuncia nova greve a partir do dia 23 de Maio

Terrestre Comentários fechados em Volte-face nas negociações: SNMMP anuncia nova greve a partir do dia 23 de Maio 485
Tempo de Leitura: 2 minutos

Volte-face nas na evolução do dossier relativo à negociação entre a ANTRAM e o SNMMP: depois da segunda ronda negocial indiciar uma clara aproximação, plasmada nas reacções públicas de ambas as entidades, o inesperado aconteceu. Ontem, ao fim do dia, o sindicato marcou uma nova greve com a partir do dia 23 de Maio. A revelação foi feita pelo vice-presidente da estrutural sindical, Pedro Pardal Henriques.

SNMMP de volta à carga: greve arranca no dia 23 de Maio

«O presidente do sindicato vai enviar um pré-aviso de greve com efeitos a partir do dia 23 de maio à meia noite e um minuto até que se resolva a situação», declarou Pedro Pardal Henriques à RTP, acusando a ANTRAM de violar «os princípios da boa fé negocial», e acrescentando que a estrutura sindical não vai conceder mais tempo aos patrões. Cai assim por terra a «paz negocial» de 30 dias ontem divulgada.

De «clara mudança de postura» para marcação de greve em…menos apenas um dia

Recorde-se que as reacções à segunda reunião (ocorrida no passado dia 7 de Maio) foram díspares: o SNMMP afirmou que a proposta salarial em cima da mesa encontrava-se «muito próxima» dos 1200 euros (valor inicialmente pretendido pelo sindicato), ao passo que a ANTRAM divulgou uma cifra de 700 euros de salário base como plataforma comum para a aproximação entre as partes, falando numa «clara mudança de postura».

«Após a rejeição expressa pela ANTRAM da proposta apresentada pelo SNMMP na primeira reunião, e que consistia num salário base de 1.200,00 euros e na consagração da categoria profissional especifica para motoristas de mercadorias perigosas, aquele sindicato, numa clara mudança de postura, a que não foram alheios os argumentos da ANTRAM apresentados ao longo dos últimos contactos, apresentou uma nova contraproposta negocial», declarou ontem a associação através de um comunicado ao qual a Revista Cargo teve acesso.

De acordo com a ANTRAM, «esta nova contraproposta assenta, agora, num salário base de 700 euros com efeitos a partir de dia 1 de Janeiro de 2020, mantendo-se, em termos gerais, os termos do actual CCTV, ainda que reforçando, em sede de seguros, exames de saúde e subsídio diário adicional a criar, a protecção dos trabalhadores afectos ao transporte de mercadorias perigosas em cisterna».

Com Lusa

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com