► Volvo lança versões dos modelos FM e FH a gás natural

Veículos, Videos Comentários fechados em ► Volvo lança versões dos modelos FM e FH a gás natural 794
Tempo de Leitura: 3 minutos

volvo trucks gnlA Volvo Trucks anunciou o lançamento de versões a gás natural liquefeito (GNL) e biogás das suas gamas FM e FH com tecnologia Euro 6, garantindo que estas novas motorizações terão o mesmo desempenho do que os modelos a diesel.

Redução de até 100% nas emissões de CO2

A grande diferença, estará ao nível das emissões de CO2 – uma diminuição de 20% no caso do (GNL) e de 100% no caso do biogás – estando prevista a comercialização dos novos modelos Volvo FM LNG e Volvo FH LNG para a Primavera de 2018

«Com os nossos novos camiões a gás natural liquefeito ou biogás, podemos oferecer uma alternativa com baixo impacto climático que também atende a grandes necessidades de desempenho, eficiência de combustível e alcance operacional. Esta é uma combinação que os nossos clientes de transporte regional e de longo curso requerem», afirmou Lars Mårtensson, Director de Ambiente e Inovação da Volvo Trucks.

Em vez de um motor de ciclo Otto, o Volvo FH LNG e o Volvo FM LNG serão alimentados por motores a gás que utilizam a tecnologia do ciclo Diesel. Isso significa que um operador que escolhe o gás pode fazê-lo sem comprometer a capacidade de condução, eficiência de combustível ou a fiabilidade. O motor a gás de 460cv da Volvo oferece um binário máximo de 2300Nm enquanto a versão 420cv produz um binário 2100Nm – o mesmo que os motores diesel correspondentes da Volvo. Além disso, o consumo de combustível equipara-se ao dos motores a diesel, e é 15 a 25 por cento inferior ao dos motores a gás convencionais.

Alcance até 1.000 quilómetros

volvo trucks gnl depositoPara optimizar o alcance, os tanques são preenchidos com GNL, que é armazenado a uma pressão de 4-10bar e a uma temperatura entre os -140 e os -125 °C, o que permite, no tanque maior, realizar até 1000km com o mesmo tanque. A nível de reabastecimento, a Volvo garante que demora o mesmo tempo que o abastecimento a diesel.

Durante a condução, o combustível é aquecido, pressurizado e convertido em gás antes de ser injectado no motor, contando para o efeito com o auxilio de uma pequena porção de diesel no momento da injecção que pode no entanto ser substituido por Óleos Vegetais Hidrogenados que, quando combinados com o biogas permitem uma redução de 100% nas emissões de CO2.

Desenvolvimento de uma rede europeia de abastecimento

volvo trucks gnlA Volvo Trucks anunciou também, estar a trabalhar, em conjunto com vários fornecedores de gás e com clientes, para o desenvolvimento de uma infra-estrutura europeia de fornecimento de GNL, destacando que está incluído no plano de acção da própria Comissão Europeia uma estratégia para expansão da rede GNL na Europa.

«O gás natural oferece benefícios climáticos claros, tem preços competitivos em muitos países e existem reservas suficientes para justificar a sua utilização em larga escala. A nossa aposta nos veículos a GNL irá criar novos pré-requisitos para que os nossos clientes possam exectuar as suas operações de forma mais eficiente a nível de combustível e também ao nível do custo-benefício. Ao mesmo tempo, estamos a conseguir que os nossos camiões reduzam o seu impacto ambiental», completou Lars Mårtensson.

Fique com o vídeo de apresentação:

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com