Lídia Sequeira

WISTA Atlantic Forum: Lídia Sequeira analisou o tema da igualdade de género nas administrações portuárias

Marítimo Comentários fechados em WISTA Atlantic Forum: Lídia Sequeira analisou o tema da igualdade de género nas administrações portuárias 344
Tempo de Leitura: 3 minutos

Lídia Sequeira foi uma das participantes da sessão WISTA Atlantic Forum, realizada no primeiro dia do 3º Encontro Anual da EISAP, nas instalações da ENIDH. Nesse dia 14 de Maio, no qual o prato forte foi o tema ‘O Papel da Mulher na Indústria Marítima’, a presidente das administrações portuárias de Lisboa e Setúbal analisou ao detalhe a igualdade de género nas administrações portuárias.

Na sua intervenção, Lídia Sequeira começou por defender a imposição de quotas como método para mitigar a disparidade entre géneros: «Num primeiro momento, para se dar esse impulso, as quotas são necessárias. Eu sou defensora das quotas para um primeiro momento», afirmou, frisando, no entanto, que a mudança está lentamente a ser operada, quer no universo portuário quer noutras áreas laborais.

«Procurei reunir alguns números para podermos reflectir um pouco sobre a questão da igualdade de género no sector das administrações portuárias. Actualmente, a presidência das administrações já é maioritariamente feminina», denotou, referindo-se aos portos da Madeira (Lígia Correia), à APDL (Guilhermina Rego), à APA (Fátima Alves), APL e APSS (a própria Lídia Sequeira).

Mulheres ainda em minoria nas administrações portuárias

Ao analisar «o que se passa nas administrações portuárias em termos de igualdade de género», verifica-se, sublinhou, que «as mulheres não são a maioria. No total apresentado, (sem os números da APDL), «um quarto é constituído por mulheres, que são ainda uma minoria neste universo das administrações portuárias», apontou Lídia Sequeira durante a sua intervenção, que foi antecedida pelo discurso de abertura de Carla Olival.

Ao observar o segmento das chefias, verifica-se que «o número de chefias é inferior ao dos homens, mas a percentagem, em relação ao número total de mulheres, não é inferior. Ou seja, temos uma população de 171 chefias, das quais 46 são mulheres, o que quer dizer que o papel da mulher na chefia está em proporção com aquilo que é a totalidade da população feminina relativamente à totalidade da população que trabalha nas administrações portuárias. Ou seja, diria que não existe aqui um factor de diferenciação entre géneros, mantém-se essa proporcionalidade. Isto acontece em todos os portos», explicou Lídia Sequeira, denotando que os «Portos dos Açores fogem um pouco à media geral».

«Diferença brutal» surge no domínio operacional

«A grande diferença entre géneros» é bem visível «quando fazemos a análise dos operacionais. Aqui há uma diferença brutal: num conjunto de 668 trabalhadores nas administrações portuárias, nas áreas operacionais, temos apenas 32 mulheres. Aqui sim, há uma diferença muito grande entre homens e mulheres. E se estendêssemos essa análise às empresas privadas, essa proporção ainda seria pior. Por exemplo, em Lisboa, Aveiro ou na APDL, existem zero mulheres estivadoras», comentou a líder portuária, que anteviu uma evolução positiva neste domínio, derivada do facto de o trabalho de estiva (por exemplo) já não estar restrito à força manual, trunfo mais acessível ao género masculino.

Penetração das mulheres no segmento operacional «será questão de tempo»

«Hoje, o trabalho da estiva é um trabalho que tem muito de mecânico, e por isso existem senhoras estivadores em Sines e em Setúbal. É a prova de que as mulheres também podem exercer essas funções, enfatizou, lembrando que, actualmente, o progresso tecnológico permite uma menor relevância da força física. «Nos outros portos penso que será uma questão de tempo», afirmou, mostrando-se confiante numa maior penetração das mulheres neste segmento operacional dos portos portugueses. Prova disso é a existência «de duas mulheres piloto em Sines», reforçou.

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com