tcl leixoes yilport marketing

Yilport sumariza 2018 «de ouro» e realça papel de Leixões, «terminal líder do portefólio ibérico»

Marítimo Comentários fechados em Yilport sumariza 2018 «de ouro» e realça papel de Leixões, «terminal líder do portefólio ibérico» 304
Tempo de Leitura: 2 minutos

Robert Yildirim, presidente do grupo turco que acabou de investir 43,4 milhões de euros no Terminal de Contentores Sul do Porto de Leixões, fez o balanço da evolução constante da Yilport desde o ano da sua fundação (2004) até à pujante performance de 2018, frisando, durante o discurso da cerimónia de apresentação do projecto de reconversão, que a companhia «veio do zero para o décimo segundo lugar» no ranking das operadoras de terminais.

Yilport com razões para sorrir: 2018 foi ano «de ouro», com movimentação global de 6,41 milhões de TEU

Christian Blauert, CEO da Yilport

Ora, também em jeito de balanço, a Yilport analisou o desempenho de 2018, um dos mais memoráveis para o grupo turco: considerado «um ano de ouro» feito de «enormes resultados» e pautado por um «crescimento contínuo», o ano de 2018 viu a subsidiária do Grupo Yildirim movimentar 6,41 milhões de TEU em termos globais, registando um crescimento anual de 5% em volume face a 2017, ano em que se registaram 6,11 milhões de TEU.

«A empresa aproximou-se da sua meta de se posicionar entre as 10 maiores operadoras internacionais de terminais de contentores até 2025», sublinhou a companhia turca: actualmente, a Yilport ocupa já o 12º lugar no ranking elaborado pela reputada Drewry e, recorde-se, foi agraciada com o prémio de ‘Melhor Operadora Portuária do Ano’ pela Lloyd’s List em Dezembro de 2018. Entre os destaques desta evolução está precisamente a infra-estrutura de Leixões – o terminal de contentores registou um crescimento homólogo de 6% (660.835 TEU).

Turquia, Escandinávia, Ibéria e América Latina: os impulsionadores do crescimento da Yilport

O crescimento da Yilport em 2018 foi impulsionado primeiramente pelos seus dez terminais localizados na Turquia, Escandinávia, Península Ibérica e América Latina, reportou a companhia. Em todo o mundo, os terminais também registaram 11,86 milhões de toneladas de volume de carga geral, 444.973 operações ro-ro e 3,51 milhões de metros cúbicos de volume de carga líquida. As operações na casa-mãe continuam a ser fulcrais para o progresso denotado: os terminais de Gebze e Gemlik registaram ambos evoluções homólogas de +11%.

Yilport Leixões, o «terminal líder do portefólio ibérico»

Yilport LeixõesO terminal de Puerto Bolívar, no Equador ajudou a impulsionar a movimentação de contentores na América Latina para os 380.276 TEU, apresentando um crescimento de 23% em relação a 2017. Os terminais de contentores nórdicos da Yilport também contribuíram para o crescimento geral. O aumento de volume no Sjursøya Container Terminal foi o principal motor da região nórdica. No plano hispano-português, o «terminal líder do portefólio ibérico, o Yilport Leixões fechou 2018 com 660.835 TEU, registando um crescimento de 6%», revelou a empresa.

Author

Back to Top

© 2019 Magia Azul, all rights reserved.
Partilhar
Partilhar
pt Português
X
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com